30/04/2019

QUAL PANELA UTILIZAR PARA PREPARAR A COMIDA DO BEBÊ?

     Algumas das opções que temos hoje no mercado são:

     Alumínio: Fácil de encontrar e mais baratas. O problema é que essa panela libera pequenas quantidades de alumínio ao longo do uso (metal tóxico que se acumula no cérebro e tem relação com doenças neurodegenerativas como câncer e Alzheimer). Esse utensílio deve ser evitado na medida do possível.

     Cerâmica: Ótima opção! Fáceis de higienizar, antiaderentes e conservam bem o calor. Cuidado apenas com a tinta utilizada, pois algumas podem ser tóxicas ao organismo. Prefira as opções atóxicas.

     Vidro: Muito difícil de ser encontrada, mas são totalmente atóxicas e permitem a visualização dos alimentos. Cuidado para manusear, pois podem lascar e quebrar com facilidade.

     Inox: Fácil de limpar aquece bem rápido, mantém o calor do alimento e assim diminuindo o tempo de preparo, gerando economia. Evite riscar essa panela, pois contém níquel que é outro metal tóxico. Prefira as opções livre de níquel.

     Antiaderente: São de fácil higienização e permite a utilização de menos óleo na sua preparação. Porém, se a panela for riscada descarte, pois libera substancias toxicas prejudiciais à saúde.

     Ferro: Boa condutora de calor para preparar alimentos. Transfere ferro para os alimentos, por isso pode ser indicada na preparação pessoas com anemia (deve ser evitada para pessoas que tem excesso de ferro no organismo). Pode interferir na cor e sabor dos alimentos.

     Barro: Boa opção, além de poder ir ao forno e fogão. Apenas é necessária uma atenção maior na higienização deste utensílio.

     Não existe a opção perfeita, porém tente observar o custo beneficio de cada uma e qual se encaixa melhor no seu dia a dia!

 

 

Paula R. Tonetto – Nutricionista
CRN3 48578
Centro Integrado UNION – Ibitinga/SP